Brasil

Primeira viagem internacional, o bairro de Palermo e sobre nossa hospedagem no Airbnb | BUENOS AIRES, Argentina


"Buenos Aires é como uma Europa na América do Sul" é o que todos dizem. Mesmo que eu nunca tenha viajado para algum país da Europa, foi possível ter uma noção através dos grandes monumentos que tornam a cidade portenha mais bela.

Dizem também que a Argentina costuma ser o destino favorito dos brasileiros e também, a primeira viagem internacional. E eu estou inclusa nessa lista! Apesar do medo, lá fui eu junto com minha família embarcar nessa aventura que é viajar para outro país e ainda em um idioma a qual eu não conheço muito bem. Eu até estudei por uns anos o espanhol no ensino fundamental, revi a matéria na faculdade, mesmo assim não me lembrava de muita coisa. Mas o que eu sabia deu para passar muito bem na viagem.

Nosso voo saiu no dia 5 de janeiro desse ano, foi num sábado, por volta das 15h já que o voo atrasou uma hora. Conseguimos comprar as passagens somente com voo direto (coisa boa hein!) e teve a duração de 4h30, foi um voo bem tranquilo. Serviram uma refeição e um lanche, fiquei surpresa pois achei que fosse apenas aquele pequeno lanche que costumam servir nos voos nacionais.

Chegamos por volta das 22h e nos deparamos com uma fila imensa para passar pela imigração. Haja gente viajando essa época! Ficamos esperando lá por volta de uma hora, mas depois que chegou a nossa vez na imigração foi bem tranquila, só perguntaram o tempo que iríamos ficar no país, onde era o endereço que iríamos nos hospedar e nos pediram a identidade.

Lembrando que a viagem para Argentina e demais países do Mercosul não há a obrigatoriedade de ter passaporte, além dele você pode viajar com o RG. Porém, o RG precisa ter a sua data de emissão de até no máximo 10 anos atrás.

Chegamos na nossa residência era mais de 1h da madrugada de domingo. Apenas fomos dormir naquela noite. Estávamos em um grupo de 6 pessoas e mesmo gastando um pouquinho a mais optamos por um apartamento onde alugamos pelo Airbnb. O caminho até o aeroporto foi pelo transfer, por não conhecermos o idioma local ficamos com medo de vim de táxi.

Quando estávamos planejando a viagem, pegamos várias indicações de empresas que faziam o transfer do aeroporto até a hospedagem, mas todas estavam com preços muitos altos. Vimos no vídeo da Mi Alves que ela contratou alguém para o transfer e deixou o contato do link do vídeo. Conversamos e foi o mesmo quem levou tanto para a hospedagem quanto na volta para o aeroporto.

A história da hospedagem

Iríamos nos hospedar em um hostel no microcentro da cidade, mas ficamos com medo de ser muito deserto à noite e um pouco perigoso, então mudamos para um bairro residencial mais tranquilo, que no caso é Palermo. E como estava difícil de achar vagas em hostels em Palermo e já estava muito em cima da hora, decidimos pagar um valor um pouquinho mais caro e alugar um apartamento inteiro lá pelo bairro mesmo. Assim teríamos um espaço só nosso.

Essa é a sala do apartamento que nos hospedamos. O apê era de dois andares. No andar de cima ficavam os dois quartos e o banheiro. No andar debaixo era a sala e cozinha e um banheiro.
O apartamento em que nos hospedamos do airbnb era ótimo e muito confortável. Na recepção o dono até falou muito rápido em espanhol que eu quase não entedia, mas consegui entender bastante coisa. O apartamento era muito bem localizado e achamos bem seguro.

O bairro de Palermo

Aquele bairro parece que não dorme, nunca. Palermo é um dos maiores bairros de Buenos Aires (se não o maior!) e é dividido em micro bairros como: Palermo Soho, Palermo Hollywood, Palermo Novo e por aí vai... Nós ficamos hospedados em Palermo Hollywood. Lá é comum em cada esquina ter restaurantes, pizzarias, bares e quiosques que ficam abertos 24h. Desde ás 18h andando pelo bairro é possível ver a grande movimentação nos Pubs, e também logo pela manhã os cafés, pizzarias e restaurantes já estão abertos. A gente sempre saía entre 8h e 10h da manhã e já tinha esses locais abertos e voltávamos às 18h e continuavam abertos, então à qualquer horário do dia é possível encontrar comida por lá :)
Ah, uma coisa que não falta ali é cafeteria, em qualquer lugar você pode encontrar um Café.

Palermo é um bairro bem tranquilo, é comum encontrar policias nas esquinas das ruas, você se sente seguro andando pelo bairro em qualquer horário. Quanto ao local da hospedagem ficamos muito satisfeitos. E se você quer sugestão de bairros para se hospedar em Buenos Aires, escolha Palermo ou Recoleta. Recoleta é um bairro tranquilo, porém tende a ser um bairro caro. Em Palermo você pode tem diversas opções de hospedagem e muita coisa pra fazer por lá.

Nosso apartamento é bem localizado e ficava próximo de alguns supermercados, a parada de ônibus ficava quase ao lado e também a estação de metrô se encontrava a poucas quadras dali.

Essas foram as primeiras impressões sobre a cidade e o bairro em que ficamos, vou fazer um post para cada dia porque visitamos muitos lugares e o post ficaria muito longo. Nesse primeiro dia apenas chegamos e fomos dormir, estávamos cansados e teríamos uma cidade inteira para explorar durante essa semana =)

Comments

back to top