Oi pra você que caiu nesse blog!

Meu nome é Emilly, ou pode me chamar de Tavares. Sou aspirante a Designer e que tenta levar um estilo de vida mais minimalista e consciente, um belo dia tomei a coragem de mudar o nome desse blog para que refletisse o meu processo de descobrir mais sobre mim e o mundo. Esse é o meu cantinho na internet onde deixo registrado através de textos e fotos, simples e sinceros, minhas experiências e meus aprendizados que tenho por aí.
Tavares

What Read Next

Os anjos que são enviados para nós

Este é o Billy, meu cachorro. Mas não é dele que falei no post. Trouxe a foto apenas para ilustrar o post.

Eu estava lendo um texto antigo que escrevi pro blog em novembro no ano passado. Eu já nem me lembrava mais da história e resolvi postar aqui novamente pra deixar registrado.

Um dia no ano de 2017 quando ainda não tinha diagnosticado a minha ansiedade, aconteceu algo bem inesperado. Lembro que esse acontecimento foi o motivo do meu sorriso no restante do dia, mesmo nervosa por ter que arrancar um dente horas mais tarde.

Em dezembro do ano passado fui diagnosticada com transtorno de ansiedade e acredito que a ansiedade tenha sido motivo por esses dois anos (desde que iniciou a faculdade) eu ter dificuldade para sair de casa. Eu sempre precisava de alguém para ir comigo nos lugares, e quando eu não tinha pessoas para me acompanhar, eu tinha crises de ansiedade por medo de sair sozinha. Só quem passa ou já passou por isso entende o quanto isso é ruim.

E naquele dia eu tive que enfrentar aquele monstrinho que é o pensamento negativo, eu tinha conseguido me acalmar. Só precisava me manter calma até chegar no curso.

Assim que eu saí de casa vi dois cachorros que geralmente ficam ali pela rua. Continuei andando até certo ponto e levei um susto quando um dos cachorros lambeu a minha mão e foi andando na minha frente. Parecia que ele estava me dizendo que estaria junto comigo naquela caminhada e que não era para eu me preocupar. Achei que ele iria só até a esquina pois é difícil eu ver cachorros ali da rua andando para mais longe. Subiu a ladeira junto comigo e, chegando na rua principal, me observou atravessando a rua. Somente quando parei na parada de ônibus, deu uma última olhada e voltou.

Aquele cachorrinho foi o motivo do meu sorriso naquele dia.

Não sou do tipo de pessoa que acredita em coisas e momentos, mas naquele dia eu senti que um anjo em forma de cãozinho foi enviado para me ajudar naquele dia!

Comments

  1. Deus sempre estar por perto, seja por pessoas ou por animais (como esse cãozinho). Eu também sofri muito com ansiedade, principalmente para viagens longas. Mas através das minhas orações, melhorei muito. Esse mês faz 1 ano que não sinto mais ansiedade. Forca garota!!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Nossa fico muito feliz por você! É um exercício diário né, ter fé todos os dias!

      Delete

Post a Comment

Contact Form

Name

Email *

Message *