September 4, 2017

VIAGEM | Curitiba, PR

Texto originalmente publicado em 26 de dezembro de 2016
 Em novembro, minha mãe e eu viajamos para Curitiba e posso concluir uma coisa: AMEI AQUELA CIDADE! ❤


O motivo da viagem foi uma prova que eu fiz, aproveitamos e passamos mais dias por lá para conhecer a cidade. Viajamos na madrugada do dia 11 e voltamos de manhã cedo do dia 15. De início eu estava um pouco preocupada porque nunca viajamos sozinhas, sem ter alguém conhecido na cidade de destino e nunca nos hospedamos em um hostel ou hotel. Mas foi tudo bem tranquilo, tão tranquilo que quero morar naquela cidade.


1º dia (11/11/16)


Saímos de casa duas horas mais cedo e ainda enfrentamos um engarrafamento bem estranho aqui em Manaus, mas deu tudo certo e chegamos no aeroporto no horário previsto. Nosso voo saiu de Manaus de madrugada e chegou umas 8h40 em São Paulo. Lá tomamos café. Depois pegamos o voo para Curitiba.

Ficamos hospedadas no Curitiba Casa Hostel, em breve faço post sobre a experiência de se hospedar em um hostel, e para chegar lá no hostel fomos de ônibus lá do aeroporto. Bem em frente ao aeroporto pegamos o ônibus numas paradas que parecem um tubo. Assim que nós saímos do aeroporto (antes de chegar na parada) pedimos ajuda para um funcionário de lá e já percebemos, desde esse momento, o quão atenciosos são os moradores de Curitiba. Em toda e qualquer loja que visitávamos, os funcionários eram super bem atenciosos. Ponto super-hiper-mega-positivo para a cidade. 👍😉

Um exemplo das paradas no formato de tubo
Chegamos no Hostel, vale ressaltar que  os funcionários são super gente boa, e almoçamos em um restaurante lá perto. Descansamos à tarde e quando foi umas 5h saímos para ir ao Jardim Botânico, já que o Hostel fica bem perto do atrativo turístico. Mesmo a gente pesquisando sobre Curitiba, não contamos com o clima: instável. Choveu bastante. E eu ainda estava com uma bota que não podia ter contato com água, ferrou tudo! Por sorte, tinha um (único) local com cobertura e ficamos lá até passar a chuva. Depois até tentamos caminhar mais um pouco, mas choveu novamente e ficamos em uma parada de ônibus. Desistimos de ir ao Jardim Botânico, e para não perder a viagem, fomos andando até um supermercado lá perto comprar algumas coisas para comer durante os dias. De lá voltamos, bem tristes, já que o clima já estava melhor para andar no Jardim. Mas teve que ficar para o segundo dia.

2º dia (12/11/16)


O Hostel só oferece o café da manhã, então tomamos o café lá mesmo. Minha mãe é uma pessoa fácil de conversar com as pessoas, então ela conheceu um alemão (que não lembro o nome, vamos chamá-lo de alemão) e um cara de São Paulo (que também não lembro o nome, vamos chamá-lo de paulista) já no café da manhã. O que foi legal, tivemos duas companhias nesse dia. Andamos até a parada em frente ao Jardim Botânico e pegamos o ônibus Linha Turismo.

Esse ônibus circula nos principais atrativos turísticos de Curitiba. Você paga uma taxa de R$ 40,00 e tem direito a parar em 4 pontos. O percurso todo é de 46 km e dura cerca de 2h30min e funciona de terça á domingo.

Esse folder eles dão quando a gente entra no ônibus

Ele mostra um mapa dos pontos turísticos por onde o Linha Turismo passa

O primeiro atrativo turístico que visitamos foi o Museu Oscar Niemeyer. Era o que a mamãe mais queria visitar. O ingresso para entrar no museu foi R$12,00. O museu é enorme, tem muitas salas e muitas obras de arte. De início pensávamos que era apenas o tal olho, mas tem todo um salão enorme e só depois que pode ir para o ''olho''.


Eu pensava que aquele olho fosse apenas janelas e pudesse ver a cidade. É, me enganei.

Uma dica para quem quiser conhecer vários (ou todos) os atrativos, perto do Museu tem o Bosque do Papa, você pode ir andando mesmo. Assim, você não precisa gastar um ticket do ônibus para visitar dois atrativos que são próximos um do outro. Não fomos lá porque passamos tempo demais no museu, se formos para o Bosque iríamos demorar muito.
Alguns atrativos turísticos não fotografei, mas outros sim. O Bosque do Papa não fotografei, outros vou colocando conforme a ordem deles. No caminho entre o Museu Óscar Niemeyer e o Ópera de Arame, passamos pelo Bosque do Alemão. Não descemos, mas consegui tirar foto de dentro do ônibus.
Fotos do Bosque do Alemão

Bosque do Alemão

De lá do Museu pegamos novamente a Linha Turismo e fomos para Ópera de Arame. Era um dos atrativos que eu queria conhecer, muito lindo lá. Nesse dia teve apresentação, no horário que fomos, estavam arrumando os equipamentos.







Aproveitamos e fomos caminhando para o Parque Tanguá, o nosso terceiro atrativo visitado. Outro lugar lindo. Não é tão perto, mas não é tão longe, se você não se importar em andar um pouquinho... dá para ir andando de boas. Não visitamos o Parque todo, visitamos apenas a parte principal (?). O Parque é muito grande, não tínhamos tanto tempo assim.

Minha mãe ❤❤


The same view. Another place.

Parte do Parque que não visitamos.
Nossa próxima parada foi uma região chamada Santa Felicidade, onde os imigrantes eram italianos. Nós chegamos lá já era umas 15h, almoçamos lá mesmo, naquele horário. Almoçamos na Casa dos Arcos, nem saiu tão caro. Depois do almoço fomos em uma loja de artesanatos, compramos um presente para vovó! 😊

O bairro é lindo! Mas não tirei tantas fotos, tirei duas bem aleatórias.

foto_aletaoria_1 
foto_aleatoria_2


loja de onde compramos o presente da vovó! =)

De lá iríamos para a Torre Panorâmica, mas descobrimos que o elevador estava quebrado. 😢


Pausa para uma curiosidade. Essa árvore é chamada de Araucária. Ela é uma árvore muito fofinha e símbolo do Paraná. Tanto é que você encontra ela por toda a cidade e em vários atrativos turísticos, quando for visitar, é só prestar atenção que você encontra várias. 😉
Enquanto seguíamos viagem para a nossa última parada, tirei algumas fotos bem aleatórias da cidade.

Outro ponto positivo da cidade: muito limpa! Eu - que moro em uma cidade que não é tão limpa assim - fico até impressionada em como uma cidade do Brasil é limpa deste jeito! Tenho esperanças de que um dia chegaremos a isso.





Não descemos nesse atrativo, mas confesso que fiquei com vontade de visitar. Esse é o Teatro Paiol.

Nossa última parada foi o Jardim Botânico, andamos pouco por lá, fomos em apenas uma parte do Jardim.

Foto clássica do Jardim, haha. Entramos aí nesse ''coiso'' que não sei o nome. É bem pequeno e apertado lá, quando tem bastante gente é bem complicado. Ah, e tem bastante plantas lá.

Amei fotografar esse bichinho. Foi modelo de várias fotos rsrs 

*Atualização: Esse bichinho (que não sabia o nome) se chama Quero-Quero. Agradeço a quem me corrigiu! =D

Voltamos andando para o Hostel. Minha mãe e eu jantamos e depois fomos dormir. Eu tinha que descansar, no dia seguinte eu tive prova.

3º dia (13/11/16)


Nesse dia de manhã eu fiquei no Hostel, não quis andar muito para não me cansar. A mamãe foi na Feira do Largo da Ordem que acontece todo domingo. Ela comprou alguns sabonetes (muito fofinhos!) que eu queria. De tarde fui fazer a prova. Quando cheguei, minha mãe, uma garota que conhecemos no Hostel, o alemão e o paulista fomos jantar no Shopping Estação.

Única foto decente que eu tenho do Shopping. É bem legal lá!

4º dia (14/11/2016)


No nosso último dia, reservamos para irmos no Centro fazer umas comprinhas. Como a maioria dos atrativos turísticos da cidade não estão abertos, é um dia bom para ir no Centro. Andamos por umas longas horas e não ficamos cansadas nem sentimos fome. O que é uma sensação legal mas, meio estranha. Apenas tomamos um sorvete. Mais tarde, arrumamos as malas para, de manhã cedo do dia seguinte, irmos para o aeroporto.

5º dia (15/11/2016)

Nesse dia saímos bem cedo para o aeroporto. Retornamos à Manaus com muita saudade de Curitiba ❤

É uma cidade muito linda, com muitos bosques e parques. Os funcionários de todas as lojas e atrativos turísticos que fomos, nos atenderam super bem. E isso é um diferencial enorme em uma cidade que respira o turismo. E como eu disse mais acima, a cidade é muito limpa e ótima para andar. 
Todos os dias num horário específico eu escutava barulho de um trem. Minha mãe não acreditava que ali perto do Hostel passava algum trem. No último dia, quando estávamos indo para o Aeroporto a gente viu o tal trem. Haha, eu não estava maluca!

Espero voltar a Curitiba para fazer uma viagem de trem, que deve ser incrível!

0 Sintonias:

Post a Comment